História do Brasil

A Crise de 1929 e o New Deal

Curta Nossa Página

A Crise de 1929 e o New Deal – Brasil República

A Crise de 1929:

Depois da Primeira Guerra Mundial, toda a Europa, com exceção da URSS (União Soviética), devia aos Estados Unidos.

Os Estados Unidos haviam se transformado de uma nação relativamente modesta, no país mais forte e rico do mundo.

Como Aconteceu a Crise de 1929?:

Essa crise teve como causas as dificuldades econômicas dos Estados Unidos e a situação de dependência da maioria dos países capitalistas em relação à economia americana. Foi na verdade uma crise da superprodução e subconsumo, acompanhado de especulação financeira na Bolsa de Valores, criando lucros artificiais, não correspondendo ao crescimento econômico real.

O Primeiro sintoma da crise foi sentido na chamada Quinta-Feira Negra no dia 24 de outubro de 1929, quando ocorreu a quebra da Bolsa de Valores de Nova York.

Todas as ações baixaram assustadoramente. Quatro mil bancos faliram no período de 3 anos. Os preços agrícolas e industriais baixaram assustadoramente, provocando milhares de falências e milhões de desempregados.

Com exceção da União Soviética, a crise se abalou por todo o mundo. A redução das importações norte-americanas afetou duramente países que dependiam de seu mercado (o café brasileiro é um exemplo).

No Brasil, a crise financeira americana inaugurou uma conjuntura econômica bastante adversa, ao agravar a já delicada situação por que passava o setor cafeeiro. Ao afetar duramente o principal produto de exportação, a crise comprometeu o conjunto da economia nacional.

Seus efeitos negativos fizeram-se sentir imediatamente. O valor das exportações, que em 1929 totalizaram 95 milhões de libras esterlinas, caíram em 1930 para 65 milhões. Houve uma completa interrupção do ingresso de capitais estrangeiros. E as reservas em ouro e divisas, que em 1929 eram da ordem de 31 milhões de libras esterlinas, no início de 1931 simplesmente deixaram de existir.

A Solução o New Deal:

Com a eleição do democrata Franklin Delano Rosevelt, para a presidência dos Estados Unidos, em 1932, iniciou-se uma política destinada a debelar a crise econômica.

O presidente Rosevelt deu um golpe de misericórdia no liberalismo e inaugurou a era do capitalismo monopolista. Era o New Deal, que se baseava na menor produção e maior consumo.

As principais medidas tomadas foram:

  • obras públicas para dar emprego aos desempregados;
  • indenização para fazendeiros destruírem parte da produção, fazendo os preços subirem;
  • seguro desemprego;
  • aumento de salários e diminuição da jornada de trabalho.

As medidas tomadas por Rosevelt reativam a economia aumentando o consumo e diminuindo o desemprego.

Dez anos depois, os Estados Unidos da América, estavam recuperados e voltaram a ser a primeira potência mundial.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios