Significados

Significado da Bandeira de Sergipe

bandeira-de-sergipe

A representatividade da bandeira

Ao contrário do hino sergipano, a bandeira não tem origem conflituosa. Esse símbolo do Estado data do século 19, apesar de ser oficializada apenas no ano de 1920. De acordo com o historiador Samuel Albuquerque, a bandeira foi criada para representar a empresa sergipana do comerciante Bastos Coelho, que tinha frota de embarcações de exportação açucareira e circulava pelo litoral sergipano. O intuito da bandeira era identificar os navios da empresa. Porém, os estados vizinhos começaram a associar o símbolo a Sergipe.

“Usualmente a bandeira passou a se tornar uma identificação do nosso estado. Isso ganhou tamanha proporção, que o símbolo foi oficializado pelo governador Pereira Lobo, através da lei estadual nº 795 de 19 de outubro de 1920, ano em que houve grandes comemorações do centenário de emancipação de Sergipe”, esclareceu Samuel.

Marcada por listras horizontais em verde e amarelo e um quadrado azul com cinco estrelas brancas no canto superior esquerdo, a bandeira sergipana tem vários significados. A parte em verde e amarelo, segundo o historiador, representa a integração nacional. Já as estrelas estão relacionadas às cinco barras sergipanas das fozes dos rios São Francisco, Japaratuba, Sergipe, Vaza Barris, Piauí e Real. Era através dessas bacias hidrográficas que o açúcar era escoado, principalmente entre final do século 18 até a década de 20, época em que era a principal atividade financeira do estado. “Essas cinco fozes representam a pujança e riqueza econômica de Sergipe”, complementou Samuel.

Apesar da identificação da bandeira e aceitação dela por parte dos sergipanos, a legitimidade do símbolo foi questionada em algumas ocasiões, de acordo com Albuquerque. “Por exemplo, em 1951 houve uma mudança da bandeira do estado. Na ocasião, ao invés das cinco estrelas que ficam no retângulo superior, passou-se a ter 42, representando a quantidade de municípios que havia em Sergipe na época. Porém, no ano seguinte, uma nova determinação reestabelece a bandeira original através pela lei estadual 458 de 3 de dezembro de 1952, durante o governo de Arnaldo Garcez”, explicou.

E a história da bandeira não para por aí. Em Sergipe havia uma tradição de comemorar a emancipação no dia 24 de outubro, apesar da independência ter sido decretada em outra data. E foi no exatamente no dia 24 do décimo mês que a bandeira foi hasteada pela primeira vez. O ato ocorreu no Palácio Olímpio Campos, que continua ostentando a sua frente a bandeira em verde, amarelo, azul e branco do estado sergipano.

Fonte: Agência de Notícias – Governo de Sergipe

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios